Espera! Quero ver outra coisa!

sábado, 28 de junho de 2008

WARNING!!! O conteudo presente é susceptivel de impressionar pessoas sensiveis.


No outro dia fui até ao quarto da minha prima e encontrei la, esquecido numa estante, um livro que me suscitou interesse. Tinha um nome pertinente e resolvi abri-lo para ver o seu conteúdo. Escusado será dizer que me fartei de rir de seguida. O nome do livro era 'SERIAL KILLERS' e é uma compilação de inquéritos feitos a assassinos em serie. Ainda me pergunto porque é que a minha prima nunca reparou num livro destes, de tamanha riqueza intelectual, pousado na sua estante. É intrigante. As histórias são macabras porque são reais, mas o povinho acha graça a tudo e eu não sou excepção. Vou aqui transcrever uma passagem muito ilustrativa do livro e que até pode ser usada numa fase de espirito gastronómico 'requintado'.

'Regressei a casa, levando comigo a carne. Tinha a parte da frente do corpo dele , com os meus bocados preferidos. A pilinha dele, os rins e um delicioso rabinho bem gordinho para assar no forno e devorar. Preparei um guisado com as suas orelhas, nariz, pedaços da cara e do ventre. Juntei-lhe cebolas, cenouras, nabos, aipo sal e pimenta. Estava bom. Depois cortei as nadegas ao meio,tal como a pilinha e as bolinhas e lavei tudo muito bem. Coloquei-os num tabuleiro e pu-los no forno. Cortei tiras de bacon que coloquei em cima de cada nadega. Descasquei quatro cebolas e, ao fim de um quarto de hora de cozedura, juntei meio litro de agua para obter um bom molho, antes de juntar as ceboals. Reguei frequentemente as nadegas com molho, utilizando uma colher de pau para a carne ficar melhor e mais suculenta. Ao fim de cerca de duas horas as nadegas estavam bem cozidas. Nunca comi um peru assado que estivesse metade de bom que o seu delicioso cuzinho anafado. O prato foi consumido no espaço de quatro dias. A sua pilinha era exotica, mas as bolinhas eram demasiado duras: nao consegui mastiga-las e atirei-as para a retrete. '



Se algum de voces for o responsável por este crime hediondo, peço desculpa pela exposição, mas o interesse é meramente expositivo para os demais leitores. Se por acaso, você for familiar da vitima, as minhas condolências.
Se voce for um serial killer, nao vale repetir, porque assim será plágio e falta de imaginaçao :)



PS: tenho que fazer mais investidas ao quarto dela. Nunca se sabe o que irei encontrar debaixo da cama. Talvez um documento antigo de valor incalculavel que nos fara abandonar os estudos, pegar nos respectivos e ir para uma ilha exótica. Talvez encontre uma pegada de Neil Armstrong. Talvez encontre pó e cabelos.... Tudo é possivel..

3 comentários:

prima mencionada disse...

sabes kem é o neil armstrong e tudo???? todos os dias me surpreendes <3

Lia disse...

Claro que sei! era o amigo do primo do gajo que foi namorado da amiga da gwyneth paltrow. DAH!

Sílvia Fernandes disse...

post simplesmente genial!