Espera! Quero ver outra coisa!

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Caça às bruxas


Um post diferente hoje! Como ainda andam por aí à solta muitas delas (uma por acaso é directora de um determinado curso na minha faculdade) apetece-me falar de, nada mais nada menos, B-R-U-X-A-S.
A caça às bruxas começou na Idade Média, onde certas religiões eram tomadas como satânicas. Foram executados diversos tipos de torturas para acabar com elas. A fogueira era o mais comum (devia permanecer um cheiro gostoso no fim do assado) e estima-se que o número de vitimas se encontra entre 50-100mil pessoas, dos quais 25%homens e 75%mulheres (e eles não sabem que ainda há uma à solta na minha faculdade). Um outro costume medieval, e não menos incrível, era ser esmagado por rochas, entre duas tábuas até morrer, o que acontecia três dias depois. Incrível. 
Foi até criado um manual para bruxas! O mais conhecido era o Malleus Maleficarum (o Martelo das Bruxas) que tinha como fundamento explicar como saber reconhecer uma bruxa, quais eram os seus maleficios e quais as medidas legais a tomar para a condenar! Sem dúvida tudo muito organizado! Faz-me lembrar o Manual do Seringador!!
Para aprofundar este meu estudo sobre bruxas posso dar um exemplo prático. Infelizmente vou ser obrigada a esconder a identidade da dita cuja. Trata-la-ei por L e trabalha na E. A L é uma pessoa muito boazinha à primeira vista. Sempre muito preocupada com os demais e com pinta de anjinho! MAS, a E nunca mais vai ser a mesma! Todo o edifício está consumido pela ira da senhora e crê-se que há um gabinete e uma sala que estão amaldiçoados! Quem entra lá direito, sóbrio, virgem, com sanidade metal, sai de lá a cambalear, a puxar os cabelos, branco como a cal, injuriado e proferir palavras obscenas. Como se identifica a dita cuja? Topa-se à distância! Alguma coisa com cinquenta quilos, sempre de fato, salto alto, dois pares de óculos na cabeça e um nariz tão empinado que tiveram que retirar parte do tecto da E. Como lidar legalmente com ela? Gente! Manual que é Manual tem regras para serem quebradas! É rapta-la quando ninguém estiver a ver e depois a ideia das rochas parece-me bem!
Pronto, elucidados sobre bruxas? (Mas alguém te pediu alguma coisa?)


(Informações retiradas da Wikipedia)

Selinho Vale a Pena

 

Um selinho resquinho acabado de chegar da Loja My Imaginarium. Obrigada senhora Tinkas.
Este selo não tem regras, apenas  tem que ser passado a cinco blogues. Os elegidos são:
Bibliomigalhas - Lígia

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Post 100- Lua de Mel em Paris

Acabei finalmente o Lua De Mel em Paris. Sinceramente não sei se gostei ou se não gostei.
A história em si é um pouco absurda (na minha opinião). Aquele mel todo dá uma certa comichão. Ou então é de mim, não sei. Começando:
Lara é uma mulher acabada de fazer 45 anos casada com um cirurgião pediátrico ao qual dedicou a sua vida durante 25 anos. No dia do seu aniversário descobre que ele tem um caso com uma médica que trabalha com ele. Entretanto conhece Dan, um construtor civil local 13 anos mais novo que ela, e rapidamente se apaixonam. Para clarificar os seus sentimentos e perceber o que deseja decide fazer uma viagem de 'descoberta'. Essa viagem tem o intuito de refazer todos os passos dados da sua idílica Lua de Mel em França com Bill, quer nos sítios visitados, quer nos restaurantes e hotéis nos quais ficaram. Contudo não vai sozinha, levando Dan com ela.
Ao longo do livro Elizabeth Adler leva-nos a explorar sítios mágicos em França, longe da sofisticação e do glamour das grandes cidades. Para mim estas são as partes mais interessantes do livro. Com a descrição dos locais acompanhamos simultaneamente o desenrolar da historia entre Dan e Lara, que é um pouco previsível.
Alguns locais visitados por Lara:

Paris











Chambord ( Recordava-se de contemplar gelada e molhada o magnifico Castelo de Chambord)









Blois








Poitiers









Limoges







Montpellier








Nice









Cannes








Aix-en-Provence












Entre outros sitios ;)

É o post 100! Tinha que ser grande!

Beijinhos e abracinhos!

Partilhando...




 


Olá! Vim cá dar um pulinho para vos mostrar esta música. Ando completamente viciada nela!! É linda e a letra é especial *** E convenhamos que Himmy Gnecco não fica atrás.. Ouçam e consolem-se :)

Sabem o que é uma vida virada ao contrário??? É a minha :)

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Lua de Mel em Paris

Olá Olá! Ando desaparecida!

Ando a ler Lua de Mel em Paris (eu e vocês todas pelo que estou a ver pelos blogues). Gostei muito do Casamento em Veneza e resolvi experimentar os outros dois :D Estou completamente viciada no livro!! Apesar de ser um bocado lamechas e irreal (amores daqueles não existem) é delicioso.... Mas comento melhor no fim.. Estou quase a acabar.

Já agora, já alguém leu o 'Ao Anoitecer' da Susan Minot? Estou curiosa com a vossa opinião!

Beijocas!

Já agora:
O que é um piolho na cabeça de um careca?

















É um sem abrigo!

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Bom Carnaval!!

 


Um Bom Carnaval para todos!! 
Este ano vão-se mascarar?
Qual é a melhor recordação que têm do Carnaval?

domingo, 14 de fevereiro de 2010

...

Fugazes lampejos de
Uma memória outrora vivida
Sonhos do momento
Transformados em areia
Passivos, pequenos, insignificantes..
É a imensidão do todo
Transformado na forma remota da 
Nostalgia..
Vamos continuar?

sábado, 13 de fevereiro de 2010

'A Histoória de Edgar Sawtelle' - David Wroblewski

Comecei a lê-lo com altas expectativas e um pouco às cegas, porque não sabia muito bem do que se tratava. Mas não fiquei desiludida.  Este livro conta-nos a história de Edgar Sawtelle um rapazinho que nasceu numa quinta onde se treinavam cães. Desde pequenino aprendeu a acompanhar os pais no treino dos cães e desenvolveu um dom especial. No livro são descritas as rotinas do canil, a personalidade de cada cão em particular e por vezes viaja-se até ao passado para compreender certos factos presentes. Tudo corre bem, até que um dia ocorre uma desgraça na quinta dos Sawtelle. A partir daqui é um infortúnio atrás do outro e Edgar, com os seus 14 anos, resolve procurar a verdade e fazer justiça nem que para isso tivesse que fazer coisas de que se arrependeria para sempre.

O final, ficou um bocado aquém das expectativas. Não gostei muito porque foi confuso, muito 'rápido' e nao era nada daquilo que eu tinha imaginado.
Conclusão: Foi um livro muito agradavel de se ler embora nao tenha gostado do final..


Stephen King
"Particularmente quem gosta de cachorros vai ficar fascinado, porque o mundo canino nunca foi explorado com tanta imaginação ou sensibilidade. Porém, não se trata de um romance sobre cachorros, mas sobre o coração humano e os mistérios que nele vivem — compreendidos, mas difíceis de articular. No entanto, em Edgar Sawtelle, um garoto mudo que leva três de seus cachorros em uma desafiadora e perigosa odisseia, Wroblewski articula esses mistérios, e de forma magnífica. (...) Enquanto o lia, pensei em Hamlet (claro!... e nessa versão Ofélia é uma cadela chamada Almondine), e em Watership Down, The Night of the Hunter, A vida de Pi... Mas depois da metade deixei de lado todas as comparações e permiti que o livro fosse o que era. (...) Maravilhoso, misterioso, longo e prazeroso: leitores que escolherem A história de Edgar Sawtelle entrarão em um mundo mais rico. Invejo a viagem que farão. Eu não releio muitos livros, porque a vida é curta demais. Vou reler esse."

Beijinhos e abracinhos

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Está quase...

Estou quase quase quase a acabar de o ler...Faltam umas meras folhinhas.. Mas estou a ponderar se o termino ou não.. Estou a antever um final trágico :/

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Viagem sem Regresso

Lembrei-me agora que eu ainda não tinha feito nenhum post sobre 'Viagem sem Regresso' da Katy Gardner. Já o li há algum tempo, pelo que não tenho uma opinião muito fresca sobre ele. A história voces provavelmente já conhecem: duas amigas vao numa viagem à India, mas só uma é que regressa. Passaram-se cinco anos e Esther resolve voltar á India para conseguir obter respostas e com elas a paz que tanto procura.  As lembranças são-nos narradas de forma pormenorizada, envolvendo-nos na cultura, no misticismo tão próprios da India. Com a Esther vamos criar imagens que nos dão a sensação que estamos lá, que podemos sentir aqueles aromas, que podemos sentir aquele calor, que podemos ver aquelas pessoas...que fazemos parte da história. Se pensas que é uma história banal, vais ficar surpreendido. Ao iniciares esta aventura vais ficar preso às palavras desde a primeira frase e no fim, ou odeias, ou amas. Mas acho que vais amar. ;)

Aquisições!

 


Daqui a uns dias estarão na minha caixinha do correio :)  Gostei tanto do 'Casamento em Veneza' que não resisti à promoção. Alguém ja leu algum? Opiniões? 
Beijinhos e abracinhos!

P.S. Já dispensei o cão, reneguei a bengala, mas ainda continuo a andar na rua só com um olho aberto! Ando na moda do 'Pisca Pisca' ;)

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Uma bengala ou um cão? Eis a questão.

Olá Olá! Ontem tinha boas intenções. Tencionava acabar de ler o Edgar e hoje em vez de estar a escrever isto, estaria a postar a minha opinião. Só que pregaram-me uma rasteira!!!
Apanhei a porcaria de uma conjuntivite!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Ou seja, andei uma grande parte do dia de ontem sem ver nada. Entrei em pânico.  Pensei que ia focar cega. Já estava a pensar no nome que ia dar ao meu cão. Acordei toda a gente com os meus berros a meio da noite. Chorei muito e desesperei ainda mais! 'Vou ficar cegaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa' 'Não vais nada Lia'- diziam-me. E eu assentia e dizia que era tolice mas por dentro estava 'Raios parta esta m**** toda! Vou ficar cega!!'  Até que adormeci e depois acordei e já via...
Pronto. Escreveria algo mais se esta luz do ecrã não me fizesse alta impressão.

As melhoras para aqueles que estão doentes e uma boa continuação para aqueles que não esta. Um beijinho aos vossos cães e uma golada na garrafa de whisky da Jojo! 

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Frustração no expoente máximo

E pronto.. A minha época de exames normal acabou... E a de recurso começa diz 17. Nunca vi um exame TÃO estúpido em todo o meu percurso académico!!! Estou frustrada porque sei que vou reprovar e não faço a mínima ideia de como estudar para aquilo! Estou possessa!!!! 

Enfim...E com tudo isto as minhas leituras andam meias maradas... Estou a mais de meio do Edgar e está cada vez mais empolgante :D
E como anda a vossa vida?? O cão? O piriquito? O namorado? A garrafinha de whisky?? Está tudo bem de saúde??

Beijinhos e abracinhos