Espera! Quero ver outra coisa!

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

2666

Finalmente ganhei coragem e comecei a lê-lo! Digam o que disseram ele impõe respeito...Não só pelas suas belas e maravilhosas 1030 páginas (uuuuuuhhh) mas também pelo seu peso! Há bebes que não pesam tanto...

SINOPSE

O que liga quatro germanistas europeus (unidos pela paixão física e pela paixão intelectual pela obra de Benno von Archimboldi) ao repórter afro-americano Oscar Fate, que viaja até ao México para fazer a cobertura de um combate de boxe? O que liga este último a Amalfitano, um professor de filosofia, melancólico e meio louco, que se instala com a filha, Rosa, na cidade fronteiriça de Santa Teresa? O que liga o forasteiro chileno à série de homicídios de contornos macabros que vitimam centenas de mulheres no deserto de Sonora? E o que liga Benno von Archimboldi, o secreto e misterio-so escritor alemão do pós-guerra, a essas mulheres barbaramente violadas e assassinadas? 2666.


Para se ler sem rede, como num sonho em que percorremos um caminho que nos poderá levar a todos os lugares possíveis. 


Confesso que a primeira parte está a ser muito chata. Mas não vou desistir.

Quem já leu é que me podia dar a sua opinião.. Positiva ou negativa..Só não quero sentir-me sozinha ;)


Beijinhos e Abracinhos :)

5 comentários:

Carlinha disse...

Olá Lili
Bom ainda não li, mas tenho aqui a olhar para mim e desejo-te boa sorte. Estou a deixa-lo mais para a frente depois leio o teu comentário.
Beijocas.

R. disse...

Também o tenho. Ainda não comecei a lê-lo porque exige uma certa disponibilidade de que não disponho no curto-prazo, mas é uma prioridade. Numa das críticas que li dizia-se que "é o livro que devora o leitor". Fiquei entusiasmada :) Boa leitura!

AC disse...

Ainda não li, mas a sinopse promete...

Beijo :)

Tinkerbell disse...

tb quero-o ler dp diz se compensa lol

Anónimo disse...

Viva,

Não sendo um livro extraordinário, vale acima de tudo pelos diversos estilos de escrita que o autor utiliza ao longo da obra. Cada personagem tem uma identidade literária. Não é de longe o melhor livro que já li, mas nota-se algum cuidado na definição das personagens e como estas acabaram por se relacionar entre si. Na minha opinião, e vale o que vale pois gostos não se discutem, o livro vale principalmente pelo contexto literário e não tanto pela história.
Boas leituras.