Espera! Quero ver outra coisa!

sexta-feira, 18 de julho de 2008

"A rapariga que roubava livros"

well, isto de estar completamente de ferias tem que se lhe diga! Não apetece fazer nada. lol

Ja acabei de ler o 'A rapariga que roubava livros' há alguns dias. Não sei ao certo o que dizer sobre ele.
Gostei. Definitivamente, gostei. Apaixonei-me pela rapariguinha e pelo modo como ela vivia o dia-a-dia. é engraçado o modo como cada livro que ela possuía tinha uma historia para alem daquela que tinha escrita. Cada livro representava um momento, uma situação, uma pessoa. Gostei também do amor precoce entre Liesel e Rudy e fiquei triste com o fim dele.
é uma historia cheia de amor e nao me deixou indiferente. Confesso que houve momentos em que as lagrimas surgiram e foi dificil segura-las.

Neste livro, não gostei da escrita. Era muito espaçada e as vezes deixava-me confusa (eu pensei realmente que Rudy tinha morrido no rio quando entrou la para agarrar 'O Assobiador')
Desde pequena que sempre me interessei pelas historias da segunda guerra mundial e devorava livros sobre o tratamento dos judeus etc. Tudo começou quando li o 'Diario de Anne Frank'. Seguiram-se muitos mais entre eles 'A especie humana' 'holocausto' ' o gueto de Varsovia' e muitos muitos mais. Em todos eles, eu segui os contornos da guerra atraves dos olhos de Judeus sem nunca ter pensado como se sentiriam os alemaes. Com este livro percebi o medo que todos sentiam, não so de perderem as pessoas que lhes eram queridas mas também de perderem todos os seus bens, tal como aconteceu na rua Himmel a uma rapariga que roubava livros.

2 comentários:

Beαtяiz disse...

Estou um quanto ou tanto ansiosa por ler este livro! ;)

Jacqueline' disse...

Eu achei a escrita genial. Confusa, às vezes, mas acho que mexia directamente com o leitor, principalmente com certas frases da morte!